O Que é Stablecoin?
Crypto Basics

O Que é Stablecoin?

1 year ago

As Stablecoins podem ajudar os investidores em criptomoedas a evitar a volatilidade nos mercados, mas também têm muitos outros casos de uso no mundo real.

O Que é Stablecoin?

Table of Contents

Stablecoins atua como um antídoto necessário para a volatilidade nos mercados de criptomoedas.

Que tal darmos uma olhada em como elas funcionam?

A maioria dessas moedas digitais é garantida por um ativo subjacente para oferecer estabilidade no preço.

Por exemplo, um dos tipos mais comuns de stablecoins são aquelas atreladas às moedas fiat.
Uma stablecoin como o Tether (também conhecido como USDT) é pareada na proporção de 1:1 com o dólar americano. Para cada unidade de USDT em circulação, há US$1 que deveria estar separado e mantido em reserva por provedores de serviços financeiros. As alternativas incluem TrueUSD (TUSD) e USD Coin (USDC.)

O número de stablecoins por aí explodiu nos últimos anos - assim como o volume. Também é possível encontrar criptoativos indexados a outras moedas fiduciárias, como o euro, e até mesmo outros criptoativos!

Parece que as possibilidades são infinitas com esta nova tecnologia. Alguns projetos de moedas estáveis vincularam seus ativos digitais a metais preciosos ou a outras criptomoedas. Projetos como o Libra do Facebook pretendem permitir o uso de stablecoins como meio de troca - apoiado por uma cesta de diferentes moedas nacionais.

As Stablecoins são extremamente fáceis de comprar e estão listadas na maioria das corretoras de criptomoedas, incluindo Binance e Coinbase.

Quais São os Principais Casos das Uso de Stablecoins?

Os volumes de negociação de stablecoins estão aumentando - e há muitos casos de uso no mundo real para entusiasmar os detentores de tokens.

Por exemplo, no momento, muitas instituições financeiras costumam cobrar taxas de transação astronômicas ao realizarem transferências internacionais ou pela conversão de uma moeda fiduciária para outra - e as liquidações podem levar dias. As stablecoins populares permitem que a transferência ocorra instantaneamente no blockchain, e de forma muito mais barata.

Escolher o tipo certo de stablecoins pode servir como porto seguro muito necessário contra a volatilidade de preço de curto prazo no mercado de Bitcoin.

Mesmo algumas das maiores economias do mundo estão olhando para o lançamento de novas stablecoins - muitas vezes chamadas de moedas digitais do banco central, ou CBDCs. Para instituições financeiras, incluindo o Banco Popular da China e o Banco da Inglaterra, a tecnologia blockchain está se tornando uma parte cada vez mais importante da política monetária. Muitas dessas organizações esperam que as transações em rede possam proporcionar a tão necessária modernização, especialmente à medida que as carteiras para smartphones começam a se tornar mais populares do que as contas bancárias.

Lista das Principais Stablecoins

Embora não façamos um juízo de valor sobre essas stablecoins serem ou não as “melhores”, aqui está uma lista das stablecoins com melhor classificação na CoinMarketCap. Como já deve ser óbvio, esta lista de stablecoins não estará em ordem de preço, uma vez que o preço das moedas estáveis é sempre... estável.

Tether Stablecoin: USDT

Tether é uma stablecoin, fixada na proporção de 1:1 em relação ao dólar americano, que está classificado em terceiro lugar na CoinMarketCap, com base nos dados de 8 de janeiro de 2021.

O Tether é emitido por uma empresa sediada em Hong Kong, também chamada de Tether. A empresa originalmente alegou que cada USDT era lastreado em um dólar, mas desde então disse que existe mais um sistema de reservas fracionárias.

Tether é uma das formas mais populares para os trades de criptomoedas entrarem e saírem das criptomoedas. O Tether está amplamente disponível e novos Tether são frequentemente impressos (o que pode ser controverso às vezes, já que o Tether nunca publicou uma auditoria pública oficial). Embora muitas pessoas usem o Tether para sua conveniência, a empresa Tether está no centro de várias ações judiciais por suposta manipulação de mercado.

Você pode comprar Tether na Binance, OKEx, HitBTC, Huobi Global e outras corretoras.

Binance Stablecoin: BUSD

Binance USD é uma stablecoin 1:1 lastreada em USD, emitida pela principal corretora de criptomoedas, a Binance, em parceria com a Paxos. O preço da stablecoin é sempre US$1, e BUSD é regulado pelo Departamento de Serviços Financeiros do Estado de Nova York. BUSD está classificado em 33 na CoinMarketCap, em 8 de janeiro de 2021.

Você pode comprar Binance USD na Binance, e resgatar a stablecoin da Binance no Paxos. BUSD tem a mesma função que qualquer stablecoin - ajudar os investidores nos mercados voláteis de criptomoedas, fornecendo uma criptomoeda com um preço estável.

Gemini Stablecoin: GUSD

O Dólar Gemini (GUSD) é a stablecoin emitida pela Gemini, uma corretora de criptomoedas fundada pelos gêmeos Winklevoss. A stablecoin da Gemini foi classificada em 476 na CoinMarketCap em 8 de janeiro de 2021.

A stablecoin Gemini, emitida pela Gemini e disponível para compra, tem como objetivo fornecer tokens na rede Ethereum, com o padrão ERC-20, que oferecem estabilidade de preço para os mercados de criptomoedas.

O preço da stablecoin Gemini é atrelado em 1:1 e auditado mensalmente por uma empresa de contabilidade pública registrada de forma independente.

Coinbase Stablecoin: USDC

A stablecoin da Coinbase, USDC, está classificada em décimo terceiro lugar na CoinMarketCap em 8 de janeiro de 2021. A stablecoin, cujo preço é de US$1, foi lançada pela corretora de criptomoedas Coinbase e pela empresa de pagamentos Circle como parte do Center Consortium.

O USDC foi lançado em setembro de 2018 com o objetivo de fornecer um porto seguro aos investidores em tempos de volatilidade, bem como permitir que as empresas aceitem pagamentos em criptomoedas, devido ao preço estável do USDC.

Tanto a Circle quanto a Coinbase estão em conformidade com as regulamentações, e uma grande empresa de contabilidade verifica a indexação de 1:1 de USDC com o dólar americano. Você pode comprar USDC na Coinbase, bem como Poloniex, Binance, OKEx, Bitfinex e até mesmo em corretoras descentralizadas comoUniswap.

As Desvantagens das Stablecoins

Considerando que as criptomoedas como o BTC são totalmente descentralizadas, o mesmo não pode ser dito para as stablecoins, uma vez que os ativos subjacentes precisam ser mantidos em reserva. Um grande desafio é assegurar que essas moedas digitais sejam devidamente garantidas - de fato, a Tether enfrentou uma ação judicial em Nova York após alegações de que o USDT pode não ser garantido 1:1 com o dólar americano.

Depois, há a questão complicada em torno da regulamentação. Muitos bancos centrais reagiram com algum alarme quando o Facebook revelou Libra, temendo que esse criptoativo pudesse minar a soberania das moedas fiduciárias e até mesmo desencadear um colapso econômico.

Em última análise, pode levar algum tempo até que as stablecoins sejam amplamente adotadas no mundo real.

Este artigo contém links para sites de terceiros ou outros conteúdos apenas para fins informativos (“Sites de Terceiros”). Os Sites de Terceiros não estão sob o controle da CoinMarketCap, e a CoinMarketCap não é responsável pelo conteúdo de qualquer Site de Terceiros, incluindo, mas não se limitando, a qualquer link contido em um Site de Terceiros, ou quaisquer alterações ou atualizações do Site de Terceiros. A CoinMarketCap fornece esses links para você apenas para conveniência, e a inclusão de qualquer link não implica endosso, aprovação ou recomendação do site pela CoinMarketCap ou qualquer associação com seus operadores. Este artigo deve ser usado e deve ser usado apenas para fins informativos. É importante fazer sua própria pesquisa e análise antes de tomar qualquer decisão material relacionada a qualquer um dos produtos ou serviços descritos. Este artigo não se destina a, e não deve ser interpretado como, recomendação financeira. As visões e opiniões expressas neste artigo são do autor [da empresa] e não refletem necessariamente as da CoinMarketCap.
5 people liked this article