Como Emitir uma NFT
How-to Guides

Como Emitir uma NFT

1 year ago

Para aqueles que estão prontos para embarcar no trem NFT, confira nosso guia para criar NFTs você mesmo.

Como Emitir uma NFT

Table of Contents

Os tokens não fungíveis ou NFTs trazem o conceito mais recente das criptomoedas e blockchain que parece ser capaz de atingir um público mais amplo, atraindo aqueles que vão além dos entusiastas hardcore de criptomoedas. A valorização explosiva de tais tokens continua a interessar investidores, colecionadores digitais e criadores de conteúdo. Com a mania NFT ainda indiscutivelmente em seu auge, é compreensível se você estiver ansioso para entrar no movimento e criar seu próprio NFT, ou apenas explorar maneiras de lucrar com a moda NFT. 

Neste guia, vamos nos concentrar em fornecer um guia abrangente sobre como criar um NFT. Felizmente, o processo de fazer um NFT não é tão técnico quanto você poderia imaginar. Com a ferramenta certa e conhecimentos básicos de informática, qualquer pessoa pode emitir um NFT. Mas, primeiro, é aconselhável ter um conhecimento profundo da tecnologia. 

Join us in showcasing the cryptocurrency revolution, one newsletter at a time. Subscribe now to get daily news and market updates right to your inbox, along with our millions of other subscribers (that’s right, millions love us!) — what are you waiting for?

O Que É um NFT?

A atual campanha de digitalização global estimulou um pouco a demanda por obras de arte digitalizadas e colecionáveis. Visto que a tecnologia blockchain é um habilitador de comprovação de identidade e autenticação, não é surpreendente que itens raros e digitalizados estejam cada vez mais encontrando seu caminho para o terreno do blockchain. Aqui está a explosão de tokens não fungíveis, ou o que é mais carinhosamente chamado de NFTs (um acrônimo que gerou uma série de mercados que lançavam o som parecido com "nifty").

Um NFT usa padrões de token que definem identificadores únicos para estabelecer a exclusividade de um token. Em outras palavras, dois itens baseados em tokens não fungíveis não podem ser usados da mesma forma que dois Bitcoins, apesar das semelhanças que eles podem ter na aparência. Graças à imutabilidade e transparência do blockchain, podemos rastrear a marca temporal de criação de um NFT, o criador original, o proprietário atual e outros identificadores exclusivos. Todos esses detalhes estão disponíveis em um livro-razão público e não podem ser manipulados. 

Em essência, um NFT é ideal para preservar a raridade e estabelecer a propriedade de ativos digitais e do mundo real. É por isso que muitos artistas, celebridades e colecionadores estão adotando cada vez mais os NFTs. 

Para os criadores, o NFT oferece um nível de flexibilidade que muitas vezes não existe nos métodos convencionais de recebimento de valores da venda de artes, música, vídeos, memes e assim por diante. Com os NFTs, um criador pode escapar de intermediários e ainda acessar diretamente o mercado global. Ao emitir a versão NFT de seu trabalho e colocá-la à venda em um mercado NFT de reputação conhecida, você pode agilizar o marketing que, pelos métodos convencionais seria um processo intensivo de apresentações e taxas. No final, uma parte justa da receita é sua para aproveitar.

Além disso, os NFTs permitem o pagamento contínuo de comissões ao criador original sempre que o item correspondente ou a arte mudar de mãos. Você pode programar uma cláusula de royalties ao criar o token de forma que as vendas subsequentes de sua arte ou item digital gerem uma receita passiva para você.

Como colecionador ou investidor digital, os NFTs fornecem um sistema à prova de adulteração para evitar falsificações e preservar a propriedade dos itens digitais comprados. Enquanto muitos argumentam que é possível criar cópias de um item comprado como um NFT e, no processo, diluir a essência de tal gasto, o fato de que a autenticidade do item é preservada no NFT que é mantido em sua carteira digital oferece mais direito de se gabar e garante que seu valor seja inconfundível.

Assim como a falsificação excessiva de uma bolsa Louis Vuitton não diminui o valor do produto original, as cópias não licenciadas de uma arte NFT não prejudicam seu valor. 

Você Deve Criar um NFT?

Ao analisar a explicação acima, há benefícios em criar a versão NFT de seu conteúdo ou item digital ou do mundo real. A criação de um NFT dá a você mais controle sobre sua propriedade intelectual e oferece acesso não limitado a uma rede global de colecionadores de arte e outros itens digitais. Pense no NFT como um canal de entrada mais que necessário para um mercado democratizado de propriedade, venda e compra de ativos digitais raros e exclusivos. 

Como Criar um NFT?

Agora que você está pronto para criar um NFT, deve se familiarizar com alguns fatores que podem influenciar sua decisão sobre onde e como criar seu primeiro NFT. A primeira coisa a se lembrar é que vários blockchains suportam o padrão de token NFT. A lista inclui:

Depois de emitir seu NFT em qualquer um dos blockchains listados acima, é possível que você tenha dificuldade e que seja impossível transferi-los ou vendê-los em outros blockchains. Portanto, reserve um tempo para pesquisar os prós e contras do ecossistema NFT de cada blockchain antes de tomar uma decisão. Neste guia, exploraremos o procedimento de criação de NFTs no Ethereum. 

Atualmente, Ethereum é o hub mais popular para NFTs. Ethereum é seguido pela Binance Smart Chain, que possui as taxas de transação mais acessíveis. Em outras palavras, o Ethereum e a Binance Smart Chain hospedam os maiores mercados de NFTs e oferecem mais exposição aos compradores de NFT.

Observe que o blockchain que você escolher determinará a variedade de mercados NFT que você poderá escolher. Para o blockchain do Ethereum, você pode acessar uma lista rica de plataformas de NFT incluindo OpenSea, Rarible e Mintable. Por outro lado, os mercados de NFT da Binance Smart Chain são BakerySwap, Juggerworld e Treasureland

Como Emitir um NFT no Ethereum 

É muito fácil criar um NFT no Ethereum. Tudo o que você precisa é de uma carteira Ethereum que ofereça suporte aos NFTs e uma conta num mercado NFT focado no Ethereum. Alguns exemplos de carteiras compatíveis com NFTs são Metamask, Trust Wallet e Coinbase. 

Vamos explicar como esse processo funciona no OpenSea e usar a MetaMask como nossa carteira provedora. Observe que você deve criar um endereço Ethereum ou carteira no MetaMask antes de ir para o OpenSea.  

Considerações Finais 

Como você pode ver, emitir NFTs é quase tão fácil quanto criar uma conta e enviar produtos no eBay. As etapas destacadas neste guia resumem o procedimento mais usado pelos mercados populares de NFT, independentemente do blockchain que eles suportam - vá em frente e comece a criar!

Este artigo contém links para sites de terceiros ou outros conteúdos apenas para fins informativos (“Sites de Terceiros”). Os Sites de Terceiros não estão sob o controle da CoinMarketCap, e a CoinMarketCap não é responsável pelo conteúdo de qualquer Site de Terceiros, incluindo, mas não se limitando, a qualquer link contido em um Site de Terceiros, ou quaisquer alterações ou atualizações do Site de Terceiros. A CoinMarketCap fornece esses links para você apenas para conveniência, e a inclusão de qualquer link não implica endosso, aprovação ou recomendação do site pela CoinMarketCap ou qualquer associação com seus operadores. Este artigo deve ser usado e deve ser usado apenas para fins informativos. É importante fazer sua própria pesquisa e análise antes de tomar qualquer decisão material relacionada a qualquer um dos produtos ou serviços descritos. Este artigo não se destina a, e não deve ser interpretado como, recomendação financeira. As visões e opiniões expressas neste artigo são do autor [da empresa] e não refletem necessariamente as da CoinMarketCap.
6 people liked this article