O Que É Polygon?
DeFi

O Que É Polygon?

11 months ago

A CoinMarketCap analisa o Polygon (MATIC) e como ele funciona com o Ethereum.

O Que É Polygon?

Table of Contents

Ethereum é ótimo — é o hub mais popular para o desenvolvimento de atividades DeFi e de longe o blockchain mais seguro compatível com contratos inteligentes, em termos de mineração e atividades de nós. Mas ele possui algumas sérias limitações… ele não funciona bem com outros blockchains e sofre com problemas sérios de congestionamento, como resultado da demanda impressionante de usuários. 

Mas o Polygon, uma estrutura para a construção de blockchains interoperáveis no Ethereum, pode ser a solução.

O Que É Polygon (MATIC)?

O Polygon é uma resposta a alguns dos principais desafios que o Ethereum enfrenta hoje - como taxas altas, experiência do usuário criticável e baixa taxa de transferência de transações. 

O objetivo da plataforma é criar a "internet de blockchains da Ethereum" - ou seja, o ecossistema de multi-chain de blockchains compatíveis com Ethereum. Ele parece conseguir isso fornecendo uma estrutura simples de usar que permite aos desenvolvedores lançar seu próprio blockchain compatível com Ethereum com um único clique. 

O Polygon vislumbra um mundo no qual blockchains diversos são capazes de trocar valor e informações de forma livre e fácil - acabando com as divisões tecnológicas e ideológicas que separam a maioria dos blockchains de hoje. 

O projeto era originalmente conhecido como Rede Matic, mas mais tarde foi rebatizado para Polygon, em razão da expansão do escopo do projeto. Enquanto Matic era uma solução simples de escalonamento de 2 camada para Ethereum, o Polygon é a infraestrutura para uma rede de escalonamento massivo para blockchains colaborativos que mantém sua auto-soberania. 

Quem constrói o Polygon?

Atualmente, ele é desenvolvido por uma equipe multidisciplinar liderada pelos quatro co-fundadores - Jaynti Kanani, Sandeep Nailwal, Anurag Arjun e Mihailo Bjelic. Kanani é o CEO do Polygon e é um desenvolvedor experiente que tem uma propensão para mecanismos de escalonamento, enquanto o resto da equipe traz uma riqueza de experiência em construção, gerenciamento e crescimento de empresas de tecnologia.

Como o Polygon Funciona?

O Polygon oferece uma ampla variedade de módulos que os desenvolvedores podem usar para implantar e configurar seu próprio blockchain personalizado. Isso inclui módulos de consenso e governança, assim como uma variedade de ambientes de execução e implementações de máquinas virtuais.
Os Blockchains lançados dessa forma são configurados para se beneficiar da sidechain proof-of-stake (PoS) da Matic, que usa uma rede de validadores para acelerar drasticamente as transações e reduzir as taxas ao mínimo — enquanto finaliza tudo na cadeia principal do Ethereum

O Polygon oferece suporte a dois tipos de cadeias: cadeias autônomas e cadeias seguras. Resumidamente, as cadeias autônomas são blockchains auto-soberanos que são diretamente compatíveis com o Ethereum, enquanto as cadeias seguras simplesmente iniciam sua segurança aproveitando da rede de validadores profissionais.

No início, todas as cadeias autônomas do ecossistema Polygon serão cadeias Matic PoS, mas uma atualização futura permitirá o suporte de outras cadeias laterais e cadeias corporativas. 

A plataforma foi projetada para suportar uma ampla variedade de diferentes mecanismos de escalonamento de blockchain, incluindo Matic Plasma, zk Rollups, Optimistic Rollups e Validum Chains - todos projetados para multiplicar a taxa de transferência de transações dos blockchains associados sem comprometer a segurança ou a experiência do usuário.

No momento desta publicação, o Polygon suporta apenas a solução de escalonamento Matic Plasma (um exemplo de plasma mais viável). Isso funciona essencialmente transferindo transações da cadeia principal do Ethereum para a cadeia PoS Matic do Polygon, antes de finalizar tudo na mainchain. Nos próximos meses e anos, o Polygon adicionará suporte ás várias soluções alternativas de escalonamento, para fornecer aos desenvolvedores a liberdade de escolher a que melhor se adapta às suas necessidades.

Apesar da reformulação da marca, o token de utilidade nativo da rede Polygon ainda é conhecido como MATIC. Isso é amplamente usado para pagar taxas de gás e participar da governança, podendo também ser usado em todo o ecossistema DeFi em rápida expansão do Polygon. 

O Que Torna Polygon Único?

O Polygon expande drasticamente a visão e o escopo do projeto Matic Network original, fornecendo aos desenvolvedores um conjunto de ferramentas que eles podem usar para criar blockchains de alto desempenho e ultra-escala, além de aplicativos descentralizados (DApps).

Ele é único no mercado, pois é a única solução de escalabilidade que suporta o Ethereum Virtual Machine (EVM) e permite que as cadeias conectadas mantenham a segurança auto-soberana, ao mesmo tempo que garante a interoperabilidade entre elas e a rede principal do Ethereum. 

Ao contrário de algumas outras plataformas, as cadeias no sistema do ecossistema Polygon não são forçadas a aproveitar sua segurança como uma camada de serviço, mas ainda podem transmitir mensagens entre si graças aos recursos de transmissão de mensagens arbitrárias. Isso garante que os desenvolvedores possam criar aplicativos descentralizados verdadeiramente interoperáveis que podem aproveitar as propriedades exclusivas de várias cadeias em escala. 

Dado que, construir no Polygon é muito semelhante a construir no Ethereum, a plataforma é imediatamente acessível para a maior comunidade de desenvolvedores de blockchain do mundo - que agora é capaz de construir aplicativos altamente escalonáveis que podem se beneficiar totalmente dos efeitos de rede do Ethereum sem abrir mão de nada . 

Como mencionado anteriormente, o Polygon também é diferente por oferecer suporte para uma variedade de mecanismos de escalonamento, que os projetos podem implementar a seu próprio critério. Isso o torna bem posicionado caso qualquer solução de escalonamento único se torne dominante no futuro, ou falhe no seu propósito.‍

O Que É o Problema de Escalabilidade do Ethereum?

Se você usou a rede Ethereum durante os horários de pico nos últimos meses, deve ter notado que as taxas de transação podem variar de um pouco toleráveis a quase insuportáveis. 

Em abril de 2021, essas taxas variaram de uma média de US$9 para mais de US$30 por transação — e por vezes ultrapassou muito mais que isso. Além disso, ultimamente, o custo das transações de smart contract atingiu altas surpreendentes, com a média das transações do Uniswap, Curve e Balancer chegando bem acima de US$100. 

Isso ocorre por alguns motivos. O primeiro é o número limitado de transações que a rede Ethereum pode processar simultaneamente - isso é conhecido como throughput de transação. De acordo com as estimativas atuais, a rede Ethereum só pode lidar no máximo com cerca de 15 transações por segundo (tps) - mas a demanda por recursos normalmente ultrapassa em muito esta taxa de transação.

O segundo é que o Ethereum precisa alcançar um consenso global antes de finalizar as transações. Isso pode levar algum tempo devido a atrasos de propagação em sua rede proof-of-work (PoW). 

Como resultado, os usuários têm duas opções. Eles podem aumentar a quantidade de gás que pagam (e, portanto, sua taxa de transação) para garantir que suas transações sejam priorizadas pelos mineradores e sejam confirmadas rapidamente, ou podem definir uma taxa baixa e esperar até que a rede esteja menos congestionada - correndo o risco de ficar sem gás ou de levar muito tempo para ser concluído. 

As soluções de escalonamento tendem a funcionar aumentando o número de transações que podem caber em cada bloco, manipulando parte da lógica da transação da mainchain do Ethereum para reduzir o tamanho de cada transação ou agrupando um monte de transferências em uma única transação otimizada. 

Quer saber mais sobre soluções escalonáveis? Clique aqui para ler nosso panorama geral de dois minutos sobre o assunto. 


Este artigo contém links para sites de terceiros ou outros conteúdos apenas para fins informativos (“Sites de Terceiros”). Os Sites de Terceiros não estão sob o controle da CoinMarketCap, e a CoinMarketCap não é responsável pelo conteúdo de qualquer Site de Terceiros, incluindo, mas não se limitando, a qualquer link contido em um Site de Terceiros, ou quaisquer alterações ou atualizações do Site de Terceiros. A CoinMarketCap fornece esses links para você apenas para conveniência, e a inclusão de qualquer link não implica endosso, aprovação ou recomendação do site pela CoinMarketCap ou qualquer associação com seus operadores. Este artigo deve ser usado e deve ser usado apenas para fins informativos. É importante fazer sua própria pesquisa e análise antes de tomar qualquer decisão material relacionada a qualquer um dos produtos ou serviços descritos. Este artigo não se destina a, e não deve ser interpretado como, recomendação financeira. As visões e opiniões expressas neste artigo são do autor [da empresa] e não refletem necessariamente as da CoinMarketCap.
7 people liked this article