Uma Introdução ao Ethereum
Ethereum

Uma Introdução ao Ethereum

2 months ago

Um guia para iniciantes sobre o Ethereum e como ele funciona.

Uma Introdução ao Ethereum

Table of Contents

A História do Ethereum

O projeto do Ethereum foi fundado no final de 2013 por Vitalik Buterin através de um whitepaper. Isso marca um desenvolvimento importante, já que o Buterin estava trabalhando no projeto Mastercoin na época. Juntamente com Mihai Alisie, Anthony Di Iorio, Gavin Wood e Charles Hoskinson, Buterin apresentou inicialmente o Ethereum em uma conferência da Miami Bitcoin no final de janeiro de 2014.

Um crowdsale foi realizado para financiar o desenvolvimento deste projeto. A campanha foi realizada de julho a setembro de 2014, vendendo mais de 50 milhões de Ether, que foram criados através da emissão do Genesis. Os investidores poderiam adquirir 2.000 ETH por um Bitcoin durante as duas primeiras semanas da venda, caindo posteriormente para 1.339 ETH por BTC. Quase 90% dos tokens vendidos durante as duas primeiras semanas, arrecadaram 31.000 BTC, resultando na criação de 12 milhões de ETH para financiar o desenvolvimento e outras atividades do Ethereum.

O Ethereum passou por três fases cruciais de desenvolvimento:

  • Frontier (Julho de 2015) — Atividades de transação, uso de máquinas virtuais para contratos inteligentes, funcionalidade de mineração e teste de estresse na rede.
  • Homestead (Março de 2016) — Integração de propostas de melhoria do Ethereum, transações mais rápidas, a Ethereum Foundation começa a aceitar doações em ETH de partes externas.
  • Metropolis (Outubro de 2017) — Uma atualização dupla com o Byzantium (Outubro de 2017) e Constantinopple (2019) para maior escalabilidade, processos de transação e segurança. Diminuição das recompensas de mineração.
A próxima grande atualização é a Serenity, que fará a transição do Ethereum de proof-of-work para proof-of-stake, também chamada de “a fusão (the merge)“. Não há uma data de lançamento oficial para esta atualização, mas está programada para ocorrer no segundo trimestre de 2022.

Join us in showcasing the cryptocurrency revolution, one newsletter at a time. Subscribe now to get daily news and market updates right to your inbox, along with our millions of other subscribers (that’s right, millions love us!) — what are you waiting for?

O Que É Ethereum e O Que É Ehter?

Os termos Ethereum e Ether se misturam regularmente, por estarem entrelaçados de diversas formas. Ethereum é a rede que fomenta o uso do contrato inteligente e das transações, sendo o Ether, ou ETH, a moeda usada para fornecer valor a transação e cobrir as taxas de rede.
Todos os serviços, protocolos e produtos em execução na rede Ethereum usam Ether como moeda. Como o Bitcoin possui o BTC, Ethereum possui o Ether.

No momento, não há limite máximo ao fornecimento de Ether.

Como o Ethereum Funciona?

Vários aspectos cruciais compõem a rede Ethereum como ela é usada hoje. Eles incluem:

  • Contratos inteligentes: são programas de computador auto-executáveis que executam automaticamente um conjunto de regras quando determinada condição é atendida. Eles podem ser usados para determinar quando os fundos mudam de propriedade na rede e em quais condições isso pode ocorrer. Os contratos inteligentes potencializam muitas funções descentralizadas, incluindo NFTs, DeFi e outros.
  • O blockchain do Ethereum: Um registro imutável do histórico de transações e atividades no Ethereum.
  • Mecanismo de consenso: Atualmente, o Ethereum utiliza proof-of-work para validar e registrar informações no blockchain. No entanto, esse algoritmo mudará para proof-of-stake durante a atualização Serenity.
  • Ethereum Virtual Machine (EVM): Uma engrenagem crucial na máquina do Ethereum para executar regras de rede e aplicar essas funções em todas as transações e contratos inteligentes.
  • Ether: A moeda nativa da rede Ethereum
  • Solidity: A linguagem de programação da rede Ethereum, usada para escrever contratos inteligentes, criar protocolos e aplicativos descentralizados, e muito mais. Solidity é orientada e influenciada por C++, JavaScript e Python.

Quando todos esses componentes se juntam, os desenvolvedores podem fazer coisas interessantes acontecerem na rede Ethereum.

Confira nosso guia para iniciantes sobre como aprender Solidity.

O Roteiro Futuro do Ethereum

O foco principal do Ethereum é a atualização para Ethereum 2.0, que ocorrerá em algum ponto nos próximos 18-24 meses. A mudança para o Ethereum 2.0 mudará o mecanismo de consenso da rede para proof-of-stake, além das atualizações adicionais de escalabilidade, segurança e sustentabilidade.
A primeira parte dessa atualização envolve a Beacon Chain. Ela é a estrutura necessária para permitir o staking no Ethereum e serve como uma base sólida para futuras atualizações. A Beacon Chain, atualmente, está na rede Ethereum 2.0, mas é executada separadamente da rede principal, e da versão de proof-of-work do Ethereum.
Eventualmente, os dois se fundirão permitindo o staking em toda a rede e pondo fim ao suporte à proof-of-work.
Depois disso, os desenvolvedores ainda precisam implementar cadeias fragmentadas (shard). Shards possibilitam que o Ethereum possua uma capacidade muito maior de processar transações e armazenar dados, dois aspectos cruciais para esse ecossistema orientado para o desenvolvedor. Os "Shards" ganharão mais recursos no decorrer das novas atualizações que serão implementadas pelos desenvolvedores em diferentes fases. A implementação das cadeias fragmentadas não ocorrerá antes de 2023.

Como Investir no Ethereum?

Com o aumento do interesse global pelas criptomoedas, a demanda para investir em moedas como o Ethereum se torna mais visível. Ethereum (ETH) é uma criptomoeda que pode ser adquirida em corretoras centralizadas e plataformas de negociação ou em plataformas descentralizadas, se você já possui criptomoedas.

Antes de abrir sua carteira para investir no Ethereum, é essencial saber o básico. Você precisará de uma carteira de criptomoedas compatível com o Ethereum para armazenar o ETH comprado. Além disso, você precisará encontrar a corretora de criptomoedas que atenda à sua necessidade. Algumas plataformas de negociação não operam em todos os países, o que é algo que deve ser considerado.

As corretoras centralizadas e descentralizadas também permitem que você venda Ethereum.

Investindo no Ethereum: Corretoras Centralizadas

Quase todas as corretoras de criptomoedas do mundo ajudam os usuários a adquirir moedas como o Ethereum. As opções que valem a pena conferir incluem:
  • Binance
  • Coinbase
  • Bitfinex
  • Bitstrap
  • Kraken
  • OKEx
  • Huobi
  • e muitas outras

Todas essas corretoras exigirão que você crie uma conta e verifique sua identidade. Isso é crucial para essas empresas, uma vez que elas cumprem requisitos regulatórios rígidos. A criação da conta é gratuita.

Após verificar sua conta, é hora de adicionar fundos para que você possa investir em Ethereum. A maioria das corretoras permite que os usuários coloquem fundos em sua conta por meio de transferências bancárias, sendo que algumas empresas aceitam cartão de crédito ou até depósitos em dinheiro. Confira as diferentes opções disponíveis e encontre a que você achar melhor. A utilização de transferência bancária pode demorar alguns dias úteis para ser concluída, no entanto, algumas plataformas possuem depósitos que compensam no mesmo dia.

Após inserir fundos em sua conta, navegue pela interface da corretora para encontrar o par de negociação da sua moeda com o Ethereum. Converta [parte do] seu saldo para Ethereum ao lançar uma ordem de compra pelo preço que você estiver disposto a pagar. Assim que for concluída, o saldo em Ether estará na sua carteira da corretora. Você pode deixá-lo lá ou movê-lo para uma carteira do Ethereum que só você possui a chave privada ou frase semente.

Investindo no Ethereum: Corretoras Descentralizadas

Se você já possui criptomoedas, para investir em Ethereum basta negociar [parte] delas para Ethereum. Para aqueles que preferem usar uma corretora descentralizada, não deixe de conferir essas plataformas:
  • Uniswap
  • Sushiswap
  • 1Inch
  • e muitas outras

Ao contrário das plataformas centralizadas, uma corretora descentralizada não exige que os usuários criem uma conta. Em vez disso, os usuários podem negociar diretamente de sua carteira de criptomoedas, criando uma experiência mais simples.

A negociação gira em torno da conversão para Ethereum de um ativo que você possui. Envie uma ordem de compra para uma corretora descentralizada e, assim que for concluída, o saldo em ETH será enviado diretamente para a sua carteira.

Como Usar a Carteira do Ethereum?

Agora que sabemos quais plataformas usar para investir em Ethereum, o próximo passo é configurar uma carteiraEthereum. Sem isso, você não será capaz de armazenar seu Ether de uma maneira segura e adequada. Embora as corretoras centralizadas ajudem os usuários a armazenar os fundos de criptomoedas por meio de soluções de custódia, elas também garantem que o usuário sempre precise de sua aprovação para acessar os fundos, o que não é o ideal.

Uma carteira Ethereum permite que os usuários armazenem Ethereum e tokens ERC-20, ERC-721 e outros tokens no padrão da rede.

Você pode usar vários tipos existentes de carteiras que suportam Ethereum. Alguns usuários preferem uma solução de software que eles podem acessar de seus computadores ou dispositivos móveis. Outros preferem um pouco mais de segurança e controle, e optam por uma carteira hardware. Uma carteira hardware é um dispositivo USB protegido por criptografia que para ser usado precisa estar conectado a um computador ou a um dispositivo móvel via Bluetooth.

Exemplos de carteiras hard incluem:
  • Ledger Nano S/X
  • Trezor
  • Satochip
Para aqueles que preferem uma solução de software, as opções a seguir são populares e seguras:
  • MetaMask (computador e dispositivo móvel)
  • MyEtherWallet
  • MathWallet
  • Argent
  • Numio
  • Navegador Opera (iOS e Android)
  • E Muitas Outras.

Encontrar a carteira certa depende do que você espera obter. A funcionalidade varia entre as diferentes opções, e nem todo mundo precisa de funções extraordinárias. A função que possibilita enviar e receber é o mais importante ao investir em Ethereum. No entanto, algumas pessoas podem querer explorar o cenário mais amplo, como interagir com NFTs, aplicativos descentralizados, plataformas DeFI, e muito mais.

Usar uma carteira software é simples. Instale o software no seu dispositivo de escolha e siga o processo de configuração. Se a carteira criar para você uma frase semente, certifique-se de fazer o backup e guardá-la. Esse conjunto de palavras representa a chave privada da carteira, o que garante que você seja o legítimo proprietário desse endereço e dos fundos contidos.

O backup dessas informações deve ser feito em um pedaço de papel. Armazenar a informação digitalmente a torna vulnerável a hackers, especialmente se o arquivo de texto estiver armazenado online.

Assim que a configuração estiver concluída, você terá uma visão geral do(s) endereço(s) de sua carteira e a opção de criar um novo, caso tenha interesse. Esse endereço será usado quando você investir no Ethereum e enviar fundos para sua carteira.

Independentemente de usar uma corretora centralizada ou descentralizada, não se esqueça de sempre mover o Ethereum que você comprou para sua carteira. A carteira que você controla possibilita que você gaste os fundos sem a necessidade de aprovação de terceiros.

É importante destacar que a frase semente associada à sua carteira Ethereum não está vinculada a um software ou hardware específico. Sendo assim, você pode facilmente importar seus endereços e saldos caso queira experimentar uma carteira diferente Sinta-se à vontade para brincar com as diferentes opções, mas sempre proteja as informações da sua conta.

Este artigo contém links para sites de terceiros ou outros conteúdos apenas para fins informativos (“Sites de Terceiros”). Os Sites de Terceiros não estão sob o controle da CoinMarketCap, e a CoinMarketCap não é responsável pelo conteúdo de qualquer Site de Terceiros, incluindo, mas não se limitando, a qualquer link contido em um Site de Terceiros, ou quaisquer alterações ou atualizações do Site de Terceiros. A CoinMarketCap fornece esses links para você apenas para conveniência, e a inclusão de qualquer link não implica endosso, aprovação ou recomendação do site pela CoinMarketCap ou qualquer associação com seus operadores. Este artigo deve ser usado e deve ser usado apenas para fins informativos. É importante fazer sua própria pesquisa e análise antes de tomar qualquer decisão material relacionada a qualquer um dos produtos ou serviços descritos. Este artigo não se destina a, e não deve ser interpretado como, recomendação financeira. As visões e opiniões expressas neste artigo são do autor [da empresa] e não refletem necessariamente as da CoinMarketCap.
5 people liked this article